rss
email
twitter
facebook

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Post-rock


Adoro o Post-rock!

Na minha visão, é a música das ruas e praias desertas; do por do sol lambendo os edifícios de aço e vidro; das madrugadas literárias, solitárias, enluaradas e repletas de estrelas... 

É o rock que aponta para a beleza nos pequenos detalhes largados no meio do caminho, a espera de quem os possa encontrar... É aquele ritmo capaz de pintar, na tela da mente, o voo das aves; o desenho sinuoso das garoas nas vidraças; a imensidão do mar perpétuo e dos campos a perder de vista... São composições que nos conduzem para o aconchego dos bosques e nos elevam até a majestosa quietude das montanhas; que  resgatam as cores de cada nuvem nômade, de cada céu que vimos e veremos... 

Os acordes, que se propagam diante de meus olhos fechados, trazem a sensação dos toques inesperados; do amor que se desvela nos olhares; dos abraços que misturam os sentimentos; da paixão nas línguas que se enroscam até a intimidade e a cumplicidade... 

É a música dos gestos lentos, sutis; do tempo quase parando a vida... Também emoldura minhas horas de tristeza, de melancolia, de tédio e meus momentos de saudade, fazendo lágrimas rolarem pelas mãos...

São notas que exalam a lembrança dos perfumes que não passam; do dégradé das folhas mortas do outono; dos banhos de chuva no verão; das tardes alaranjadas que se refletem nos cabelos; dos sorrisos quando nos alcança a brisa; das penumbras que acalmam; do orvalho das manhãs; da luz do Sol entrando pelas janelas; da ida dos reencontros; das vindas das despedidas...

Ele é o som que, muitas vezes, me faz perder os contornos da existência, para eu saber quem sou. 


O Post-rock é a música da transcendência, onde sonhar não é o limite...

Existe muito mais, além de nós...


2 vozes:

Andressa Pereira disse...

Hey querido, como vão as coisas?
Sincronizou certinho a música e o texto, cheguei até sentir paz. A música é bem por aí mesmo, feita pra todo os nossos sentimentos, acompanhando emoções, lembranças e tudo o que há de mais nesse mundo. É realmente bonito.
Quer dizer então, que você leu o livro já? hahaha
Que bom, bem, não faz muito o meu estilo, mas resolvi resenhar porque o Douglas Adams é incrível. hahaha

PS: adorei o novo visu do blog!
Um beijão!

Meel Jacques disse...

Primeira vez que ouço falar de Post-Rock. Até fui dar uma pesquisadinha para entender melhor. Mais um conhecimento adquirido. :3
Você realmente gosta de música. :)
O pior é que a música tá me colocando pra ninar enquanto escrevo. Que sono.
Nunca tinha pensado em "Rock Instrumental", mas até que é uma boa combinação.

Postar um comentário