rss
email
twitter
facebook

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Indiferença

A indiferença é um grito mudo dos mais altos e desumanos que um coração pode ouvir ou proferir.

Ser indiferente é sentenciar-se ao desterro de uma pátria chamada amor.

Perde, dessa forma, o indiferente, a oportunidade de amar duas vezes: o seu próximo e a si mesmo. Perde a oportunidade de ser duas vezes grande...

2 vozes:

Gaijin Virtual disse...

Nem sempre, o silêncio é vítima da indiferença.

tainá disse...

venho pensando constantemente em Drummond: "Nós somos o Amor".

Postar um comentário